24/11/2021 às 18:57 Entrevistas

Entrevista com Bill Hudson (Northtale): as dicas para guitarristas iniciantes

10
3min de leitura

O guitarrista BILL HUDSON é um daqueles casos infelizmente raros de um músico brasileiro que faz muito sucesso no exterior. O músico atualmente integra a banda de power metal NORTHTALE, que acabou de lançar o aclamado disco “ETERNAL FLAME”.

Em entrevista coletiva organizada pela NUCLEAR BLAST, perguntei para o guitarrista quais as dicas ele daria para músicos iniciantes e qual sua visão sobre essa nova geração de guitarristas. Confira a resposta abaixo:

Gustavo Maiato: Acho que podemos dizer que você é um representante da nova geração de guitarristas de heavy metal. Como você enxerga essa nova geração e qual dica você daria para guitarristas iniciantes que desejam obter sucesso na carreira?

Bill Hudson: Realmente! Não sei se posso dizer que faço parte da nova geração. Se eu tivesse um filho, acho que ele seria! Mas de qualquer forma, acho que nos últimos 15 ou 20 anos a definição de heavy metal mudou completamente.

Estou falando de metal mainstream e não de power metal. Principalmente nos EUA, que é onde eu moro, o que é vendido como heavy metal para mim soa como hardcore. O metal perdeu um pouco da melodia e ganhou agressividade.

Virou algo sobre “eu sou eu mesmo e você não vai me tirar!”. Pelos últimos 15 a 20 anos, a impressão que dava é que você tinha que fazer isso para ter algum tipo de sucesso. Eu nunca gostei disso, nunca quis ser parte disso. Por isso, minha carreira foi em outra direção. Toquei com músicos que eu respeito. Na minha cabeça, era melhor ser empregado de alguém que eu respeito do que tentar escrever música que eu não gosto, que não tem a ver comigo.


No mundo da música, ouvimos muito que “tem que fazer isso, porque vai vender”. “Tem que cortar o cabelo assim porque é assim que todo mundo corta”. Mas a verdade é que fica óbvio quando você está fazendo isso. Cheguei à conclusão que eu queria fazer o que eu quisesse. Ou ia dar certo ou não.

As chances de eu fazer um som e dar certo são as mesmas de eu fazer um som e dar certo. Isso mudou graças a internet. Hoje, você lança um disco e no dia seguinte todo mundo ouviu. Se eu lanço um disco e o Obscura lança outro, vai chegar para as mesmas pessoas.

Se eu tivesse que dar um conselho para os músicos mais jovens que estão começando agora, seria para você ser você mesmo. Esquece isso de tentar compor música “assim” porque “assim” vende. Porque se a música “X” está vendendo agora é porque já estão trabalhando essa tendência há dois anos.

Você nunca vai fazer ao mesmo tempo. Quando o seu disco ficar pronto, já mudou tudo. Há dois anos, todo mundo queria ser o novo Periphery. O djent estava bombando. Se você tentar fazer isso, agora ninguém mais gosta. Se você é músico e quer viver de música, estude muito. Você vai tocar metal? Então tem que estudar palhetada para baixo, palhetada alternada, sweep. Não é a mesma coisa se você for tocar polca.

Para mim o mais importante é você ser real com o que você realmente é. Se você fizer música que você não gosta, quando sabe que a música está pronta? Quando você odeia o suficiente? Por causa da internet, isso acabou! Faz o que você quer, bem feito, e se for de qualidade, vai encontrar o público.



24 Nov 2021

Entrevista com Bill Hudson (Northtale): as dicas para guitarristas iniciantes

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Tags

bill hudson northtale

Quem viu também curtiu

23 de Jun de 2021

“Foi o Sid Vicious quem me inspirou a criar o Helloween e o power metal!” – Entrevista com Michael Weikath (Helloween)

16 de Fev de 2021

Entrevista com Mark Jansen (Epica): "Eu nunca tomaria a vacina de covid-19 por mim, mas sim pelos outros!"

08 de Jun de 2021

"Trinta segundos do 'Vera Cruz' levava três dias para ser escrito!" - Entrevista com Roberto Barros (Edu Falaschi)